Notícias

25 de abril de 2019

A Safra do Bem

Somos gente que forma gente do bem. E isso requer cuidar das pessoas como se fossem flores, com a delicadeza e o respeito que envolvem o sentir. Essa sensibilidade é inerente ao cultivo das plantas. Ninguém melhor que o senhor Juarez Rodrigues, colaborador do Colégio Santo Agostinho Nova Lima, para nos contar como é viver essa realidade na pele.

Desde 2018, quando a equipe do GTEIA – Grupo de Trabalho de Envolvimento e Iniciativa Ambiental – criou a horta do CSA NL, o Sr. Juarez, como é chamado por todos, tem sido o guardião desse nosso tesouro vivo. “Para mim, o que eu faço é um lazer e não um trabalho, porque é como se as plantas fossem crianças que eu vou cuidando desde que nascem, ficam pequenas, até crescerem”, declara. Parece tão simples quando ele fala, mas isso é porque ele conhece do ramo... e também de galhos, plantas, hortaliças, vegetais, legumes, verduras e de tudo o que envolva plantio. O Sr. Juarez está com planos, inclusive, de cultivar plantas medicinais na nossa horta. Ele é bom mesmo no que faz!

Fato é que nossa horta trouxe um significado especial às aulas de Sustentabilidade e de Alfabetização Nutricional do nosso Programa Amplus e também da disciplina de Ciências, de outros segmentos de ensino no Colégio. Tudo porque o Sr. Juarez faz o trabalho completo: cuida carinhosamente da nossa horta e, com a mesma dedicação, ajuda a proporcionar educação ambiental para os nossos alunos.

Quando a plantação de hortaliças começou, o objetivo era criar um novo ambiente de aprendizagem. Inicialmente, plantamos algumas espécies de verduras e legumes em canteiros móveis, que rapidamente estavam repletos de beterraba, cenoura, couve, salsinha, manjericão, pimenta biquinho, entre outras. Para o ano letivo de 2019, expandimos a área da horta, construindo dois canteiros fixos, que somam 10 m2, onde plantamos tomate, feijão, milho, alface e pepino.

Além da horta, o GTEIA também viabilizou para a nossa escola uma composteira e um minhocário, que desde 2018 cumprem a função de transformar os resíduos orgânicos em material para a fertilização dos canteiros.

Para nós, Agostinianos, a horta é um meio para um fim muito maior. Enxergamos nesse projeto um campo enorme, com terra fértil para germinar valores fundamentais à formação humana dos nossos queridos estudantes. A sementinha da sustentabilidade já está plantada nos corações e nas mentes deles. Cabe a nós continuarmos a regar e cultivá-las até o final da jornada escolar. Assim, quando forem adultos, cidadãos, pais e profissionais, temos certeza de que semearão naturalmente essa ideia por onde passarem. É nessa safra de gente do bem que estamos de olho com a nossa horta singela.

Compartilhe