Notícias

13 de novembro de 2019

Graduação e Mestrado em Portugal

Augusta Pascoal Santiago e Sofia Henriques Novaes, colegas do Colégio Santo Agostinho Nova Lima e eternas amigas da vida, começaram a estudar juntas na Universidade do Porto, em Portugal, neste 2º semestre de 2019. 

Ambas estão cursando mestrado integrado e, em cinco anos, receberão os títulos de graduação e mestrado ao mesmo tempo, sendo que Augusta optou por Arquitetura e Sofia escolheu a área de Bioengenharia. Próximas de encerrarem os primeiros seis meses longe das suas famílias, a dupla está encarando muito bem a mudança e feliz com o novo estilo de vida no exterior. A novidade proporcionou muitas amizades e desafios naturais para todos os jovens que decidem por uma formação acadêmica fora do Brasil, como morarem sozinhos e lidarem com as responsabilidades advindas dessa experiência. 

Para Augusta e Sofia, no entanto, que foram preparadas pelo High School, no Colégio Santo Agostinho Nova Lima, essa realidade já era esperada e elas se sentem aptas a lidar com o novo cenário. Inseparáveis, as duas foram da mesma sala do Fundamental I ao Ensino Médio e, desde que cursaram juntas o programa canadense do nosso Colégio, tiveram a ideia de participar do processo de admissão em instituições de ensino superior internacionais. Daniela Henriques Novaes, mãe da Sofia, conta que quando a filha estava no High School surgiu essa coragem de ir embora. “Apesar de elas ainda sejam muito novas, os conteúdos com os quais tiveram contato no programa canadense do Colégio são diferentes das matérias que estudavam na escola regular, o que proporcionou uma visão de mundo diferenciada”, relata Daniela.

O aprendizado no High School Canadense do Colégio Santo Agostinho, somado à bagagem adquirida em outras viagens, reuniu conhecimentos para que conseguissem conquistar o sonho de estudar em outro país. “A viagem que elas fizeram no intercâmbio cultural que o Colégio organiza para o Canadá deu uma virada na decisão, uma mexida boa. Isso foi sensacional para a vida da Sofia”, avalia a mãe, que não esconde a dor da saudade. “A gente fica com o coração na mão, sinto falta dela, penso o tempo todo na minha filha, mas tenho certeza que, para o futuro dela, não poderia ter feito coisa melhor”, revela Daniela. A mãe destaca que Sofia escolheu uma profissão que é do futuro, tem tudo a ver com ela, porque ama matemática, tecnologia, gosta muito de assuntos ligados à biologia, e por isso uniu o útil ao agradável.

Cláudia, mãe da Augusta, destaca a valorização da arte no currículo do High School Canadense do Colégio Santo Agostinho, como acontece nos países de primeiro mundo. “A Augusta sempre teve contato com arte, por eu ser artista plástica, e sempre gostou muito de desenhar, mas passou a desenhar ainda melhor depois da influência artística valorizada no curso”, ressalta. Segundo Cláudia, Augusta experimentou várias técnicas no programa canadense e se descobriu em vários aspectos, o que afirma ter sido muito importante para a filha pleitear uma vaga na faculdade de arquitetura do Porto. “Além das notas do ENEM, em uma das três etapas da seleção ela teve que enviar um portfólio com fotos dos desenhos que criou”, explica. Após avaliação por uma equipe e selecionado o portfólio, Augusta ainda teve uma entrevista de vídeo com uma banca de avaliadores para aí sim fecharem todo o processo de seleção. “E graças à desenvoltura e à facilidade de se apresentar e se comunicar, habilidade que também foi proporcionada pelo High School, ela foi aprovada para cursar arquitetura em Porto”, comemora a mãe com alegria.

Compartilhe