Notícias

23 de outubro de 2019

Júri simulado

Rito de um júri foi simulado nas turmas do 5° ano C e D, em fomento à capacidade de argumentação e à oralidade dos alunos.

O cenário e os personagens seguiram a composição de um tribunal convencional. A decisão sobre culpado e inocente, que na vida real é definida pela sociedade, nessa atividade foi representada por um grupo de estudantes. A sessão foi planejada pela professora Ângela Beatriz Zem, conhecida carinhosamente como Bia, que escolheu a história das cigarras e das formigas como tema do julgamento.

As cigarras foram absolvidas pelo fato de terem cantado durante todo o verão, embora somente as formigas estivessem trabalhando na estocagem de alimentos para as duas espécies de insetos enfrentarem juntas o inverno. O júri popular entendeu que a situação não se caracterizou como exploração pois ocorreu com o consentimento das formigas, que também se beneficiaram das canções e apreciaram o canto que, inclusive, contribuiu para exercerem suas tarefas de forma ainda mais habilidosa. A recompensa das cigarras foi o alimento durante o período da seca.

O desenvolvimento do pensamento crítico é tratado pelo nosso Colégio como fator determinante para criar formadores de opinião, que sabem se posicionar expondo seus pontos de vista com segurança, coerência e elegância.

Compartilhe