Notícias

11 de novembro de 2019

Visitas especiais no Clube do Livro

Troca de experiências literárias entre os integrantes do Clube do Livro e professores convidados para os encontros do grupo incrementou o repertório dos estudantes com novos elementos literários.

A iniciativa ampliou as trocas de indicações de livros, a partir da experiência de leitura dos educadores em cada sessão especial, que contou com convidados representantes das áreas de Artes, História, Inglês, Geografia e até Matemática, cujos professores revelaram um pouco da paixão pela literatura.

Cícero Soares conduziu uma análise crítica sob a ótica filosófica da obra Pinóquio, que é infantil, mas se mostrou extremamente rica para esse aprofundamento. “Os meninos se emocionaram muito com o fato de descobrirem que aquele personagem, já tão familiar, poderia ser ressignificado a partir do ponto de vista levado pelo professor, relacionado à humanização e à trajetória do herói”, conta Danielle do Amaral Pessoa, professora de Língua Portuguesa responsável pela mentoria do Clube do Livro, em parceria com a Renata Castro, bibliotecária.

Juliano Baeta, professor de Artes, Maurício Carvalho, da disciplina de Matemática, e Raphael Almeida, de História, foram dividir com os alunos o gosto que cultivam pelas HQs – histórias em quadrinhos. “Em muitos momentos, os professores vêm para a escola com as camisas dos super-heróis e no Clube do Livro mostraram de onde veio essa identificação com tais personagens. A participação dos docentes trouxe uma trajetória histórica dos quadrinhos, revelando a maneira como as editoras foram crescendo, até chegarem à realidade atual, em que muitos super-heróis ficaram famosos pelas adaptações cinematográficas”, explica Danielle. Segundo relatou, os alunos puderam ampliar horizontes, até então restritos às HQs já conhecidas por eles, como Turma da Mônica, para agora passarem a explorar outras opções.

Lavínia Passos, professora de Língua Portuguesa, levou para o grupo a discussão sobre a relação entre a Literatura e o Cinema, deixando claras as possibilidades de cada linguagem nessas duas formas de comunicação e esclarecendo que não competem entre si, já que cada uma tem suas particularidades. Na ocasião, a Lavínia falou sobre a origem do cinema, em que os livros eram fontes para a elaboração dos roteiros, adaptados das obras. Nas férias de julho deste ano, o grupo leu a Ficção Científica “Eu Robô”, do autor Isaac Asimov, e durante as reuniões do Clube do Livro assistiram a trechos do filme, que embasaram o diálogo entre os participantes. 

Maria Luiza Pedrosa, professora de inglês, contribuiu com indicações de literatura na Língua Inglesa e fontes que possam conferir autonomia aos estudantes para buscarem outras obras. Em uma abordagem sócio-histórica, a convidada transportou os alunos para o contexto vitoriano, situando as obras dentro da perspetiva da época, em que mulheres tinham o papel primordial de cuidar da casa e dos filhos. Esse mergulho em outra época permitiu aos alunos verem que obras como "Orgulho e preconceito" romperam barreiras e trouxeram novas perspetivas para a literatura escrita por mulheres.

Siga o Clube do Livro da Unidade Nova Lima no Instagram @clubedolivrocsanl e saiba mais sobre os encontros do grupo clicando aqui.

Compartilhe