Notícias

26 de maio de 2022

Energia limpa e acessível já é realidade em nossa Instituição

Desde o dia 01 de março de 2022, o uso da energia limpa e renovável já é uma realidade nas unidades do Colégio Santo Agostinho (Belo Horizonte, Gutierrez, Contagem e Nova Lima), na Escola Profissionalizante Santo Agostinho (EPSA), no Centro Agostiniano em Ecologia Integral (iLALi), na SIC-Sede, na Cúria Provincial Agostiniana e nas Fraternidades dos Freis Agostinianos.

A implantação dessa iniciativa foi viabilizada em parceria com a empresa Vagalume, que gera energia em 11 usinas próprias em Minas Gerais, conectando às unidades administradas pela SIC para que tenham acesso à energia fotovoltaica de forma compartilhada. Recebemos energia solar mais barata e sem alterar ou gastar nada a mais!

Dentro dessa iniciativa, a Instituição projeta para abril de 2023 a entrada para o Mercado Livre de negociação de energia renovável, em parceria direta com a Cemig, viabilizada por meio dos nossos sistemas de subestações de energia existentes nas 4 unidades do Colégio Santo Agostinho. Com isso, iremos aumentar nossa contribuição na matriz energética brasileira por meio de uma fonte energética limpa, uma gestão mais eficiente e associada à redução dos custos, com a conquista de um consumo mais consciente de nossa comunidade.

O uso dessa energia minimiza os impactos ambientais com a eliminação do consumo de fontes de energias não renováveis e mais poluidoras. Além disso, proporciona uma economia de recursos financeiros para a realização de outras ações em benefício do planeta. Essa iniciativa está alinhada a um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, a ODS 7 – Energia Limpa e Acessível.

Para chegar a esse modelo, a Instituição realizou vários estudos para entender como se dá a comercialização de energia convencional e incentivada. Essa última são aquelas provenientes de fontes renováveis como a solar, eólica, hidráulica e biomassa, por exemplo, com potencial de contribuição na melhoria da eficiência energética do país.

A implantação da energia limpa e acessível foi possível por meio de um trabalho de conscientização preliminar, garantindo um "parque consumidor de energia atualizado" para ampliar sua contribuição na parceria de fontes de energia renovável, alinhado com a busca pelo Desenvolvimento Sustentável de nossa comunidade global. Para chegarmos nesse estágio, antes de criar uma parceria como essa, foi implantado, como primeiro passo, a modernização dos equipamentos de consumo interno, através da troca de lâmpadas para as mais eficientes, acompanhamento do desempenho dos sistemas de ar-condicionado e suas manutenções, e, continuamente, análise do balanço do consumo da energia das unidades.

Essa é mais uma iniciativa da Instituição na vivência da Ecologia Integral e dentro da agenda ASG (Ambiental, Social e Governança).

Compartilhe