Notícias

01 de setembro de 2021

Espiritualidade, vivências e partilhas interligaram as atividades do Mês Agostiniano

O Mês Agostiniano 2021 foi encerrado no dia 28 de agosto, com a celebração de Santo Agostinho. Foi um mês intenso, em que vivenciamos uma série de atividades que envolveram e interligaram a nossa comunidade ao carisma e à espiritualidade agostiniana. Celebrações, ações solidárias, encontros e partilhas nas paróquias, casas de formação, colégios, obras sociais e setores administrativos, fizeram parte da programação especial em homenagem ao nosso patrono, Santo Agostinho.

Na Paróquia Nossa Senhora da Consolação e Correia, de Belo Horizonte (MG), a celebração foi presidida pelo Prior Provincial, Frei Luiz Antônio Pinheiro, OSA, com a participação dos freis Paulo Santos Gonçalves, Eustáquio Alves Gouveia, Agenor Chiarinelli, José Maurício da Silva, José Flávio Cassiano, Caio Lima e Paulo Henrique Cintra; além de membros da Fraternidade Agostiniana Leiga e representantes institucionais.

Durante a celebração, o Frei Luiz destacou que no livro Confissões, Santo Agostinho reflete com profundidade o que significa o coração humano. Agostinho descreve o quanto trabalhou para descobrir quem realmente era, sem conseguir chegar a uma conclusão. "Me percebo como uma grande questão." (Santo Agostinho, cf. Confissões).

Frei Luiz ressaltou que Agostinho buscou conhecer a si mesmo profundamente em todos os sentidos. E citando Santo Agostinho, disse: "Não é aquilo que vem de fora que torna impuro o coração do ser humano, mas aquilo que brota, que vem de dentro, aquilo que ainda não está purificado. Que não está lavrado e trabalhado com grande dificuldade. Quem pode conhecer o coração do ser humano se não o espírito que nele está? O coração humano é um abismo. O abismo é uma imagem muito cara para Santo Agostinho pois representa as profundezas do oceano onde há trevas mas onde há, também, animais luminosos."

E citou um trecho da canção Caçador de mim, de Sérgio Magrão e Luiz Sá, como uma das músicas populares com sabor mais agostiniano que tem encontrado: Por tanto amor, por tanta emoção, a vida me fez assim: doce ou atroz, manso ou feroz, eu caçador de mim.

"Santo Agostinho é único na lucidez de seu pensamento, na profundidade da sua experiência humana, na sua atualidade. Ele representa aquilo de mais humano e profundo que existe naquele que acredita no amor de Jesus, que acredita no Deus que Jesus revelou. Ao celebrar Santo Agostinho, que teve um olhar lúcido e uma voz profética sobre a realidade do seu tempo, nós também queremos buscar a inspiração para construirmos uma humanidade nova, baseada nesse respeito profundo, nesta fraternidade universal, na amizade tão agostiniana que nos une. Na atenção à beleza que está no coração de cada ser humano," Frei Luiz Antônio.

Clique e veja a missa.

Somos uma Escola Agostiniana em Pastoral - Tudo está interligado

O Mês Agostiniano contou com uma programação especial desenvolvida nos centros educativos e ambientes administrativos da Sociedade Inteligência e Coração (SIC), com o tema “Somos uma Escola Agostiniana em Pastoral onde tudo está interligado”, e lema “Um só corpo, uma só alma, um só coração” (cf. Santo Agostinho, regra 3).

Estamos interligados pelo fio da história: o que somos hoje é fruto daquilo que Santo Agostinho iniciou e intuiu, e tantos outros continuaram. Estamos interligados pela natureza do que fazemos: educar sob a perspectiva de Jesus Cristo e sua boa nova. Estamos interligados pelo modo como fazemos: o educar agostiniano pretende estar sempre impregnado pelo senso de acolhida, empatia, escuta e respeito entre as pessoas.

Nas unidades do Colégio Santo Agostinho o Mês Agostiniano é celebrado de uma forma muito especial com diversas atividades. Uma atividade importante aconteceu em Nova Lima, dia 21 de agosto. Os alunos do GRUCA, Grupo de Convivência Agostiniana realizaram o plantio de árvores frutíferas no Colégio. Foi uma experiência gratificante para todos, criando laços com a natureza e com a comunidade escolar.

Pequenas ações como essa podem gerar grande impacto em nossa Casa Comum, com a certeza de que “quem planta, colhe”!

Um outro bom exemplo foi o Drive Thru Solidário da ação “Agostinianos presentes na Comunidade”, realizada no sábado, dia 28 de agosto - Dia de Santo Agostinho. Foram recebidas doações de roupas, alimentos, livros, brinquedos, material escolar, materiais de limpeza e de higiene pessoal, que serão destinados a pessoas em vulnerabilidade social atendidas pela Pastoral Social da Paróquia Nossa Senhora da Consolação e Correia de Belo Horizonte, e por projetos parceiros.

Compartilhe